Análise VRIO e a empregabilidade

Postado em 28/10/2015 • Categorias: Get Started

Se tem uma coisa que me desperta bastante interesse é a capacidade de resumir conceitos em siglas que podem te ajudar a fixá-los e aplicá-los quando houver necessidade.

Um desses que aprendi recentemente, através de um professor de Administração da Produção, é o VRIO. A Análise VRIO na verdade é uma ferramenta estratégica utilizada pelas empresas para fazer uma análise interna de valor. (para entender melhor, existem alguns sites que já escreveram artigos trazendo o conceito mais aprofundado, como o Administradores por exemplo)

De maneira geral, ele analisa a vantagem competitiva da empresa perante o mercado respondendo às seguintes perguntas:

VRIOFonte: Google Imagens (extraído em 28/10)

Assim como tenho profundo interesse por conceitos que podem ser comunicados como siglas, o fato de poder ser aplicado na vida pessoal também me deixa bem interessado. E essa análise VRIO é perfeitamente aplicável em nossa vida profissional, ainda mais em momentos de crise.

Nesses momentos de crise, onde cortes de pessoal são uma constante, frequentemente vemos colegas de profissão e até amigos próximos perdendo seus empregos. Mas por que será que eles perderam? Será que também está chegando nossa vez? E assim a aflição torna-se um sentimento constado no ambiente do trabalho.

Pois bem, nessa hora, essa ferramenta pode nos ajudar bastante, ao permitir fazer uma auto-análise de nossas habilidades em relação aos outros e à empresa e portanto, podem configurar uma vantagem competitiva nessa hora, garantindo assim mais um suspiro nessa selva da crise.

Mas como fazer isso? 

É só fazer essas mesmas perguntas tomando como base o contexto de nossas habilidades, competências, atitudes (CHA),  situação da empresa, etc. Por exemplo:

  • Meu conjunto de habilidades/competências/atitudes são valiosos pra a empresa? 
  • Sou um profissional raro? Ou seja, meu conjunto de habilidades, competências e atitudes não são fáceis de encontrar? 
  • O que eu faço, qualquer um conseguiria fazer facilmente e rapidamente? 
  • Minhas habilidades e conhecimentos são aproveitados pela empresa? Existe espaço para colocar em prática e exercê-los? 

Se na sua autoavaliação, todas as respostas foram SIM, você tem uma vantagem sustentável em relação aos outros. Você é importante para a empresa, e com certeza ela pensará 2 vezes antes de te descartar num momento de crise. No entanto, se algumas respostas dessas foi não, é importante estar atento para identificar no que você pode melhorar, pois você estará em desvantagem competitiva ou paridade competitiva, ou seja, será um dos primeiros a serem lembrados numa “lista negra” ou estará no mesmo bolo do resto. Para melhor visualização, é só ver a tabela abaixo.

adrian-vrio

Fonte: Google Imagens (extraído em 28/10)

Concluindo, obviamente, no cenário de crise atual muitos são os fatores que podem influenciar uma empresa à demitir seus funcionários. Muitas das vezes aquele bom funcionário pode até sair pois é insustentável financeiramente mantê-lo. Todavia, como via de regra, os melhores sempre serão mantidos e essa Análise VRIO é uma excelente ferramenta para saber se você é um desses ou não.

IMPORTANTE: É necessário fazer uma análise sincera do seu CHA (Conhecimentos, Habilidades e Atitudes), para que você não minta para você mesmo e assim seja capaz de identificar os pontos de melhoria e agir em cima deles. 

Espero tê-los ajudado com esse insight!

Compartilhe:
Tecnólogo em Petróleo e Gás, Técnico em Automação e estudante do último ano da Engenharia de Produção. Coordenador de Serviços em Surface Americas no Brasil, membro do Comitê Jovem do IBP e atualmente Internet Chairperson da SPE Brasil. Possui mais de 7 anos de experiência no segmento de óleo e gás.

1 Comentário

Deixe um comentário